Ainda vale a pena investir na Mídia off-line? - Cubo Amarelo
Home / De Olho no Mercado / Ainda vale a pena investir na Mídia off-line?
mídia off-line

Ainda vale a pena investir na Mídia off-line?

Estamos vivendo em uma era digital que é praticamente impossível viver sem a internet, e isso inclui as propagandas, comunicações e o relacionamento com o cliente. Por isso, as empresas estão migrando para as plataformas online e alguns pensamentos como “a mídia off-line no marketing vai acabar” é muito comum de se ouvir.

Porém, mesmo com o inbound marketing ganhando força e se consolidando como uma estratégia moderna super eficaz, as estratégias de marketing em mídia off-line são muito interessantes para as empresas e podem auxiliar muito a impactar os clientes potenciais!

Quer descobrir como usar a mídia off-line a seu favor? É isso que vamos abordar nesse artigo.

Porque a mídia off-line não morreu?

mídia off-line

 

Para entender o poder que essa mídia ainda exerce nos consumidores, basta pensar em você mesmo.

Quando você está voltando pra casa do trabalho, parado no semáforo e olha pela janela, lá está uma mídia off-line. Ou ainda quando está no horário do rush no carro, e liga o rádio, você está sendo impactado por alguma propaganda.

Além disso, você ainda vê programas de tv e assiste aos comerciais ou espera em um consultório folheando uma revista, não é verdade?

Isso nos mostra que esse tipo de mídia continua tendo total presença no nosso cotidiano.

E, por esse motivo, a comunicação off-line não só não morreu como ela deve sim ser considerada nas suas estratégias de marketing, principalmente se aliada às boas práticas de marketing digital!

Afinal, a ideia não é abandonar o off-line e sim aproveitar as oportunidades que ele oferece, usando boas estratégias, planejamento, escolhendo os conteúdos, meios e veículos certos para atingir o seu público-alvo!

Se você quer investir no marketing off-line, mas não sabe como começar, veja alguns conceitos principais:

Diferença entre meio e veículo

Escolher o meio é um dos pontos-chave para atingir seu público alvo no marketing tradicional, mas você sabe a diferença entre meio e veículo?

Apesar de confundir muita gente, a definição é bem simples.

Os meios são as formas de comunicação escolhidas para a veiculação das propagandas, e podem ser:

  • TV,
  • Rádio,
  • Outdoor,
  • Revista,
  • Jornal, entre outros.

Já os veículos são as empresas dos meios de comunicação. Por exemplo, na TV temos a Rede Globo, Record, SBT, Multishow, etc.

Agora que você já sabe a diferença entre eles, seguimos para o próximo passo da comunicação off-line!
Qual o meio de mídia off escolher?

Para definir você precisa conhecer o seu público-alvo, seus costumes, hábitos, idade, sexo, região, por exemplo, para que você consiga segmentar os seus consumidores de forma objetiva.

Sabendo todas essas informações do seu target – termo bem utilizado no meio off-line – você conseguirá escolher de forma eficaz o melhor meio de estabelecer um vínculo e estreitar o seu relacionamento!

Para te ajudar nessa escolha, veja alguns meios que estão presentes na mídia off:

Mídia OOH

As mídias out of home são aquelas que vemos nas ruas em locais como abrigos de ônibus, placas, relógios de ruas, e outros.

O bacana deste meio é que é possível, através do veículo, contratar um trajeto específico de uma rota de ônibus, por exemplo.

Isso é ótimo para negócios locais, quando você conhece bem o seu público-alvo. Assim, vai conseguir impactá-lo diversas vezes.

Outros benefícios da mídia OOH são:

  • ampla cobertura e frequência,
  • exposição 24h por dia,
  • líder em recall

Outdoor

O outdoor é um meio de mídia off-line tão impactante quanto as mídias out of home, além de dar muita liberdade para criatividade, principalmente em cidades onde é permitido a utilização de apliques que auxiliam ainda mais na atratividade da peça.

mídia off-line outdoor

 

A mensagem do outdoor deve ser sucinta e clara, pois o tempo de leitura é expresso!

Mídia impressa

As mídias impressas, são mídias como os jornais e revistas.

Apesar de serem meios que estão ficando defasados com a migração para as plataformas digitais, ainda são de credibilidade e alta qualidade de conteúdo, além de permitirem uma segmentação de público direcionada e dar liberdade de criação, com materiais chamativos como o 3D, por exemplo.

mídia off-line revista

Segundo a pesquisa de 2016 da Aner – Associação Nacional de Editores de Revistas, as noves principais regiões metropolitanas do Brasil contavam, há época, com cerca de 16 milhões de leitores de revistas impressas. Esse não é um número para se desprezar no marketing, né?!

TV

A Tv é, sem dúvida, líder em audiência e alcance quando falamos de marketing.

É uma mídia de massa muito usada quando as empresas não têm um público-alvo específico, assim podem atingir a maior variedade de pessoas, além de permitir a veiculação em diversos formatos.

mídia off-line tv

 

Mesmo com todo o crescimento do marketing digital, é praticamente impossível competir com o alcance da TV brasileira e seus canais abertos, principalmente pelo fato do seu impacto social e de diálogo com os seus telespectadores.

Para potencializar esse diálogo, uma ótima estratégia é mesclar ações nos meios on-line com a publicidade na TV e ver o seu negócio decolar!

Rádio

O rádio é um excelente canal de mídia off-line tradicional e tem um apelo popular incrível. Seu ponto forte é a mobilidade e o poder de lembrança, uma vez que muitas marcas optam por jingles que ficam na cabeça do ouvinte.

mídia off-line rádio

 

Os formatos do rádio também permitem proximidade e interatividade com o público. Mas o que todo mundo gosta de ouvir é o ponto forte desse meio de comunicação off-line: o custo para alcançar um público grande é bem baixo se comparado à outras mídias.

Ainda está com dúvida sobre o investimento em mídia off? Calma! Nós ainda temos uma última dica!

Como alcançar o sucesso com a mídia off-line?

A dica para o sucesso de uma campanha de marketing off-line, primeiramente, é ter conhecimento claro do seu público-alvo.

Sem conhecer o seu target, todas as ações podem ser em vão, já que as mídias off não possuem o poder de segmentação tão grande e específico como as mídias online.

Assim, você pode acabar veiculando um anúncio em um meio de comunicação que não tem nada a ver com quem você quer atingir.

Depois disso, é importante estudar a verba disponível para atingir seus objetivos. Há quem diga que os custos do marketing off-line são altos demais.

Claro, se pensarmos em 30 segundos no horário nobre da Globo, esse realmente é um veículo que nem todos podem pagar.

Mas há ações possíveis de se pensar no off-line com um custo benefício que cabe no bolso de pequenos e médias empresas. Essas ações têm o poder de dialogar com muito mais proximidade com o público-alvo.

Por fim, para utilizar do marketing tradicional da melhor forma, é fundamental ter o apoio de uma agência com conhecimento sobre planejamentos em mídia off-line para que a campanha seja bem elaborada e atinja seus objetivos.

mídia off-line agencia

E agora, você se sente mais seguro em investir nas mídias off-line?

Caso você tenha qualquer outra dúvida, me mande um e-mail e conte comigo para te ajudar a planejar campanhas bem-sucedidas e alcançar resultados incríveis!

Sobre Isabella Borges

Geminiana com ascendente em Touro (às vezes é mais taurina) e tem vocação para poetisa. Aqui na Cubo ela atende todas as necessidades de comunicação do cliente, mantendo o relacionamento constante ~ simm, pode ter certeza que vocês ainda vão se falar muito!

Confira também

os-melhores-perfis-para-seguir-no-snapchat

Os melhores perfis para seguir no Snapchat

O snapchat é aquela rede social onde as pessoas postam vídeos e fotos que ficam …