O que você deve e não deve esperar do marketing em redes sociais
Home / Marketing Digital / Facebook / O que você deve e não deve esperar do marketing em redes sociais
instagram-marketing-redes-sociais

O que você deve e não deve esperar do marketing em redes sociais

O marketing em redes sociais é um pouco de tudo hoje em dia. É a melhor maneira de divulgar seus produtos, é o lar da personalidade da sua marca, é onde seus serviços vão encontrar uma audiência, etc. E isso não é mentira: o potencial está lá pra quem sabe usar.

Mas, ao mesmo tempo, as expectativas que muita gente coloca em cima das redes sociais são um pouco altas demais. Mesmo que seja possível fazer um ótimo trabalho por lá, as redes possuem algumas limitações e acabam frustrando muita gente.

O trabalho hoje é de alinhar expectativas, algo que entendemos como a principal necessidade em qualquer trabalho de marketing. Quero falar com você sobre o que as redes sociais conseguem entregar e o que não.

Prontos?

Por que alinhar expectativas antes de começar o marketing de redes sociais?

Quando o trabalho é novo, é natural que durante um certo tempo exista uma expectativa muito alta em relação aos resultados que ele oferece. Mas profissões estabelecidas há muitos anos não têm problemas com isso. Afinal, ninguém vai no oftalmologista pra jogar búzios, não é mesmo?

Com a popularização das redes sociais acontecendo só nos anos 2000 e o surgimento do social media como uma profissão entre 2005 a 2010, é normal que muitas percepções fiquem um pouco “fora”.

O trabalho de alinhar as expectativas é crucial no início de qualquer projeto de gestão de redes sociais. A mídia em geral ainda não sabe exatamente como elas funcionam e acabam transmitindo pra todo mundo essa incerteza. Não dá pra aplicar “fórmulas” em redes sociais e é isso que desorienta muita gente.

Esse texto em si é uma forma de alinhar expectativas e contribuir para o debate. Você vai ver que, em muitos casos, as redes sociais fazem mais do que a gente espera e, em outros, bem menos.

Tela inicial de iPhone com ícones para Instagram, Facebook e Twitter.

O que não esperar do marketing em redes sociais?

Bom, acho super bacana a gente começar com um trabalho mais pro lado do negativo, né? Assim a gente consegue tirar algumas dúvidas frequentes e criar um ambiente mais informado.

Aí depois a gente fala do que ela é capaz de fazer e como nós exploramos essas vantagens aqui na Cubo Amarelo.

Começando com o exemplo mais claro:

As redes sociais não trabalham sozinhas

O único tipo de marketing que funciona 100% em redes sociais é o marketing de influência. Se você tem uma empresa, uma marca ou um produto pra vender, você precisa de um “pacote completo” de marketing.

É muito comum encontrar expectativas muito altas com redes sociais nesse sentido. Muitas marcas esperam que as redes cresçam sozinhas, sem nenhum outro investimento na diversificação das mídias em geral. É isso que acaba frustrando muita gente – incluindo o próprio social media.

Os seguidores não aparecem sozinhos, ainda mais em marcas de nicho. É preciso um investimento em conteúdo por todo lado, seja no Youtube, no blog, no próprio site e até fazendo parcerias.

E todo esse conteúdo precisa ser direcionado para as redes sociais para que os seguidores comecem a aparecer. Não é um trabalho simples e, normalmente, não envolve somente uma rede e uma só pessoa.

As redes sociais não são exclusivamente para vender

Ações em redes sociais não são 100% voltadas para vendas – eu diria que nem 50% – e esperar isso frustra os profissionais envolvidos e até mesmo os seguidores.

Sim, os seguidores. Eles esperam que as redes sociais sejam voltadas principalmente para entretenimento. Segundo uma pesquisa da GlobalWebIndex, 42% das pessoas usam as redes para se manter em contato com amigos e 37% buscam conteúdos interessantes e engraçados. A pesquisa foi de múltipla escolha, sendo que “comprar produtos” foi uma das opções menos votada, com 29%.

Até perfis voltados principalmente para vendas – como lojas online que só trabalham no Instagram – não postam só produtos. Às vezes, aparece um conteúdo relacionado aqui e ali pra “quebrar” a monotonia.

Um grande exemplo de como fazer redes sociais trabalharem a favor do varejo é o Magazine Luiza. É sempre interessante mostrar produtos, desde que eles tenham um contexto por trás para ficar interessante. Isso é o que converte em vendas – um bom relacionamento com a marca e com seus produtos.

Captura de tela do feed do Magazine Luiza no Instagram

Aqui na Cubo Amarelo somos enfáticos ao apresentar qualquer estratégia de redes sociais que deve ser pautada no público exato que você quer atingir no contexto certo pra engajá-lo.

É muito difícil ter centenas de milhares de seguidores rapidamente

A aquisição de seguidores no marketing em redes sociais é um trabalho que pode ser muito lento ou muito rápido e é o seu investimento que vai definir isso.

Já tivemos clientes que não ofereciam muitas parcerias para trabalhar nas redes sociais de uma marca, então o crescimento era bem lento. Basicamente, só tínhamos fotos de produtos e alguns cupons de 10% aqui e ali.

Quando terminamos o contrato, essa empresa passou a fechar parcerias com influencers e celebridades. Em poucos meses, o número de seguidores foi lá em cima, muito, mas muito além do que a gente esperava fazendo esse trabalho básico.

O marketing nas redes sociais funciona basicamente assim: se há investimento e diversidade em conteúdo, os seguidores vêm. Se há mais investimento em parcerias, eles vêm ainda mais rápido. Mas só com conteúdo institucional e ofertas, realmente demora ou simplesmente estagna.

O que esperar do marketing em redes sociais bem feito?

Bom, demos três principais exemplos aí em cima sobre o que não esperar, então agora é a hora de a gente falar sobre o que acontece com um perfil quando há um trabalho ótimo sendo feito. Em resumo, o que esperar do bom marketing em redes sociais.

O principal é a transparência. Uma boa agência vai te mostrar o que está acontecendo com o seu perfil nesse momento – se ele está ganhando seguidores ou perdendo, se está com um bom volume de interações, quais são os posts que mais agradam a rede de seguidores, etc.

A partir desse tipo de informação fica fácil prever os resultados que o marketing de redes sociais vai ter.

Como você viu sobre o que não esperar, as redes sociais são muito voláteis. O que não dá pra esperar de verdade é que elas funcionem exatamente da mesma forma com qualquer marca.

Grafite em parede de metal com os dizeres “All we need is more likes”.

Um bom benchmarking define o que esperar do marketing nas redes sociais

O trabalho de alinhamento de expectativas se baseia em um benchmarking. É o que nós fazemos aqui na Cubo Amarelo e o que eu recomendo que você sempre faça. Analisando seus concorrentes e suas ações, você entende qual será seu progresso.

O que você pode e deve esperar é uma evolução de acordo com o seu nicho – e que o seu conteúdo performe mais ou menos da mesma forma que outras marcas com esse perfil semelhante ao seu, fazendo ações similares às suas.

Tudo além disso é inesperado – e o inesperado é ótimo.

Mas existem alguns pontos que você pode esperar e que normalmente acontecem, independente de nichos, público e marcas. Veja um item por item:

  • Crescimento da base de seguidores quando há investimento em parcerias e conteúdo pulverizado em várias mídias;
  • Maior engajamento quando a “receita” de posts que tiveram muitas interações é repetida;
  • Maior engajamento em posts de produtos ou serviços quando eles são apresentados de uma forma criativa (exemplo: Magalu).

Seu perfil cresce junto com as interações

O importante é sempre entender que, mesmo com um crescimento lento, são as interações nos seus posts que contam.

Um perfil com 10 mil seguidores que não consegue 100 visualizações em um vídeo tem menos sucesso do que um com 1000 seguidores mas 300 views.

Seu crescimento no marketing das redes sociais, quando acontece, precisa ser assim: levando em conta o engajamento. Está demorando atingir a marca dos 100 mil seguidores? Se você está tendo uma média boa de likes e comentários, já está ótimo.

Você gera leads de acordo com a sua capacidade de atendê-los

Outro ponto muito importante e que define o bom trabalho do marketing em redes sociais é justamente a sua capacidade de lidar com os leads gerados por lá.

Já vi muitas marcas reclamando que não têm 100 mil seguidores, mas que só tem uma pessoa cuidando da área comercial. Se todo dia tiver gente perguntando preços no Instagram, você realmente vai conseguir lidar com essa demanda?

O bom trabalho de social media acompanha a empresa nas suas necessidades. Então é muito melhor gerar um lead por dia, mas conseguir atendê-lo bem do que gerar 10 e não ter tempo pra falar com ninguém.

Profissional trabalhando com computador e smartphone em escritório

Bom, por hoje é só! Espero que você tenha gostado do texto e que me acompanhe no próximo, que fala sobre o lado mais assertivo e voltado para conversão das redes sociais: o Facebook Ads. Bora lá?

Sobre Thiago Sgobero

Vindo da mesma cidade em que nasceu Drummond, tem no sangue o amor pela linguagem, e no marketing de conteúdo é onde exerce sua paixão sem medo de ser feliz. Com muita história pra contar e a certeza absoluta de que quem tem boca vai mesmo à Roma, quer transformar o mundo com a força das palavras - principalmente se elas forem palavras-chave.

Confira também

produção de conteúdo

O segredo de uma produção de conteúdo mais eficiente

A produção de conteúdo é a função em que se baseia grande parte das estratégias …