[Método Cubo] Como fazer revisão de texto?
Home / Marketing Digital / Marketing de Conteúdo / [Método Cubo] Como fazer revisão de texto?
escrivaninha-como-fazer-revisao-texto

[Método Cubo] Como fazer revisão de texto?

Sim, eu sei que você digitou como fazer revisão de texto no Google esperando um processo super simples e rápido. E sabe o melhor? Realmente é. Mas, como tudo na vida, tem um porém: você precisa ter uma ótima relação com a linguagem e o texto.

Revisar um texto é um trabalho que requer principalmente atenção aos detalhes. Se você tem isso, não precisa nem de experiência pra começar. A experiência, aliás, vem com a prática.

Em muitos casos, redatores experientes e editores de longa data entram em um estado de fluxo tão profundo que nem percebem o que estão fazendo. Mas, inicialmente, ninguém espera isso de você.

Pode ser difícil no começo? Claro, mas com um bom tutorial de quem faz revisão de texto todo dia pra te ajudar, fica bem mais fácil. E este texto é pra te entregar justamente isso.

Vem comigo que eu vou te mostrar como revisar um texto, com prints e instruções exatas do que você precisa fazer:

Como fazer revisão crítica de texto?

Antes de tudo, preciso te falar que fazer revisão de texto não é um trabalho puramente ortográfico. Aqui na Cubo Amarelo entendemos a revisão como um processo de edição – ou seja, focamos na ortografia, na coesão, na coerência e no conteúdo.

Uma revisão do ENEM, por exemplo, segue critérios parecidos:

  • Domínio da norma padrão da língua portuguesa (ortografia);
  • Seleção e organização das informações (coesão);
  • Conhecimento da língua, necessária para argumentação do texto (coerência);
  • Compreensão da proposta de redação (conteúdo).

Um texto publicitário precisa ter todos esses critérios e até mais alguns, como persuasão, informações atuais, 0% de plágio, relevância para o leitor, SEO e outros pormenores.

Pessoa fazendo revisão de texto na cozinha. O computador está em cima de uma mesa de madeira.

E, de longe, o ponto mais importante da revisão é a relevância, que é expressa no conteúdo escrito. Um exemplo para ficar mais claro – qual dessas frases faz mais sentido para um construtor?

  • Comprar cimento é muito importante para a sua obra. Sem ele, você não ergue parede alguma. Sempre compre cimento de qualidade, ok? E não se esqueça de olhar o tipo: existem vários, cada um para uma finalidade.
  • Cada saco de cimento possui uma especificação de uso que não deve ser ignorada. Mas não precisa se preocupar: se você está construindo uma casa, o Portland tipo I (ou CP-I) é o mais indicado. Ele funciona em qualquer traço e é mais barato que os outros tipos.

Está vendo a diferença? Sem uma revisão crítica e focada principalmente na ortografia e na coesão, esses dois parágrafos não passariam por nenhuma mudança. Mas considerando o conteúdo, o primeiro é praticamente inútil.

Pontos para considerar na revisão:

  • Foi elaborada uma pesquisa para a redação do texto? Quais as fontes?
  • As informações apresentadas estão corretas?
  • O texto está na linguagem da persona?
  • Quando colocado no Plagium, o texto apresenta indícios de plágio?
  • A palavra-chave está presente em headers e naturalmente ao longo do texto?
  • O texto apresenta informações relevantes ou está genérico?
  • O texto possui links internos e externos?
  • O texto tem mais de 300 palavras sem divisão por headers?
  • O texto tem muitas sentenças com mais de 20 palavras sem separação por ponto final?

E se você usa o WordPress, te recomendo muito o Yoast. É um plugin que te ajuda a fazer a revisão do texto no nível de legibilidade e SEO também. Ele tem versão grátis e é simplesmente obrigatório para qualquer blog.

Como fazer revisão de texto: passo a passo

Bom, tudo certo com a teoria? Já entendemos que a revisão de texto publicitário envolve vários pontos, sendo que a ortografia é apenas um deles.

Agora, vamos ver na prática como fazer a revisão do texto com um que foi escrito aqui pela equipe. Cada passo é uma parte do texto.

Preparado?

Passo 1 – Como escrever um briefing?

Um bom texto começa pelo briefing. E o briefing bem feito normalmente diz exatamente o que o texto vai falar em questão de estrutura.

Eu gosto de começar assim, dizendo primeiramente do que o texto se trata e como iniciá-lo:

Captura de tela de um Briefing da Cubo Amarelo.

Esse texto foi confeccionado para um cliente nosso da área de sanitizantes e tinha por objetivo dizer por que o álcool em gel ficou grudento durante a pandemia. Nesse pedaço do briefing, eu busco explicar a situação para a redatora, já dando o objetivo do post e a introdução. Mais pra frente continuo:

Briefing da Cubo Amarelo em captura de tela.

O bom briefing mostra o que colocar em cada H2 e H3 e finaliza com referências para pesquisa. O trabalho da redatora, agora, é de pesquisar, validar as informações do briefing e trazer mais material dentro dessa lógica.

Simples, né? O primeiro passo precisa ser mesmo. Só tome cuidado para não gastar mais tempo escrevendo o briefing do que a redatora vai passar escrevendo, ok?

Passo 2 – Corte sentenças muito grandes

Tudo o que pode ser dito em vinte palavras na maioria das vezes pode ser dito em dez sem problemas. Quer um exemplo?

Se dá pra escrever em dez palavras, é melhor cinco. Quer reduzir mais?

Cinco palavras? Prefira quatro.

Ser conciso é uma arte e quando alguém escreve o primeiro rascunho, ele é tudo menos conciso. William Zinsser, autor de “Como Escrever Bem”, ressalta a simplicidade como a maior virtude de todo escritor de não ficção. Ele usa exemplos como “Rápido e Devagar”, do Daniel Kahneman, e “Vidas de uma Célula”, de Thomas Lewis.

Esses livros, e o do próprio Zinsser, são o exemplo perfeito de como a concisão e a objetividade são importantes. Através delas, pessoas leigas têm mais facilidade de entender o assunto.

Na sua revisão, você vai encontrar passagens que precisam ser cortadas justamente por isso. E elas se apresentam assim:

Excerto de um texto da Cubo Amarelo para exemplificar como fazer revisão de texto.

Um pedacinho desse mesmo texto, mostrando uma redução bem clara aí. “Se não for, não tem porque se preocupar” é algo que a gente não precisa dizer. O leitor já sabe, então pra que reforçar?

Passo 3 – Analise a relevância do que está sendo dito e acrescente informações

Mas às vezes seu redator foi conciso demais e acabou deixando de fora informações muito importantes para o texto. Isso é complicadíssimo e resulta em um tempo de leitura baixo para o seu texto.

A relevância se aplica em vários pontos. Veja esse header, por exemplo:

Pedaço de um texto escrito pela Cubo exemplificando como fazer revisão de texto

“Sobre a eficiência” – eficiência do que? Do álcool em gel. O header é um ótimo momento para trazer ao Google a resposta para uma pergunta dentro dos featured snippets, então eles sempre precisam vir na forma de perguntas.

Snippet da primeira página do Google, “As pessoas também perguntam”.

Se você cair aí, vai demorar muito pra sair. E essas respostas são responsáveis por um aumento gigantesco no tráfego do seu blog.

Isso também é comum ao longo do texto, que precisa informar e não dar margem para dúvidas. Outro exemplo:

Trecho de texto escrito pela Cubo exemplificando como fazer revisão de texto

Veja como, nesse caso, eu acrescentei algumas informações e retirei outras. Isso é natural, todos esses passos vão ser aplicados em conjunto para fazer a revisão de texto.

Passo 4 – Documente todas as revisões de texto

Não adianta nada mexer em tudo no texto e deixar pra lá. O texto original é fruto do trabalho criativo da redatora e precisa ser respeitado sempre. Você não deve, em hipótese alguma, sair mexendo, não avisar e publicar uma versão diferente do primeiro rascunho.

Isso é o que normalmente acontece, mas é de uma falta de ética tremenda.

Todos os exemplos que você viu aqui foram feitos via Google Docs. Há um botão ali do lado, no canto superior direito, onde você pode escolher a opção “Sugestões”.

Quando você clica nela, tudo o que você altera no texto preserva o original, mas oferece uma sugestão de mudança.

Depois de fazer suas sugestões, salve em uma versão clicando em “Arquivo”, “Histórico de Versões” e “Nomear versão atual”. Depois envie para a redatora avaliar. Assim, o processo fica transparente e ético e você não vai ser o alvo da ira criativa de ninguém.

Captura de tela da página “Versões” do Google Docs, marcando “Minha Revisão” em 18 de fevereiro.

Como fazer revisão de texto impacta nos resultados de um blog?

Pode acreditar, esse é um questionamento comum. Se o blog foi feito para indexar no Google e trazer mais tráfego, porque eu deveria me preocupar com detalhes que parecem ser tão pequenos?

Simples: a qualidade de um texto é medida principalmente pelo seu tempo de leitura. E ajustes finos como esse aumentam alguns segundos na sua média.

Quanto mais tempo as pessoas passarem lendo aquele texto, mais o Google o identifica como relevante. E assim você vai escalando as melhores posições possíveis dentro dos resultados do buscador.

Captura de tela do Analytics com informações sobre visualizações de páginas e tempo médio.

Tá vendo ali em cima “Tempo médio”? Através do Analytics, você consegue ver exatamente quanto tempo seus leitores estão passando nos seus textos. O blog da Cubo, como você pode ver, está indo super bem!

Fazer a revisão de texto é importante pra isso – garantir qualidade. E quanto mais dela você tiver, melhor vai estar com o nosso amigo Senhor Google.

Ops, desculpe: recebi uma ligação aqui em casa dizendo que ele prefere ser chamado de Don Google. Ok. E com essa piadinha terrível, terminamos o texto!

O que você achou desse mergulho no método Cubo? Gosta de posts assim, na prática? Então vamos continuar essa conversa sobre Analytics lá no Youtube! Tenho um passo a passo super bacana com as principais métricas que você precisa analisar. Te espero lá!

Sobre Thiago Sgobero

Vindo da mesma cidade em que nasceu Drummond, tem no sangue o amor pela linguagem, e no marketing de conteúdo é onde exerce sua paixão sem medo de ser feliz. Com muita história pra contar e a certeza absoluta de que quem tem boca vai mesmo à Roma, quer transformar o mundo com a força das palavras - principalmente se elas forem palavras-chave.

Confira também

Mulher escrevendo de lápis em um caderno. Em sua frente um notebook aberto.

Da letras para a publicidade: uma trajetória improvável, mas possível

Esse texto é sobre segundas opções e como elas podem trazer grandes surpresas na vida. …