Algoritmo do Google em 2022: o que mudou?

Mão segurando o celular com o site do Google aberto.

O algoritmo de busca do Google é uma das ferramentas tecnológicas mais influentes já criadas no mundo. Estima-se que sejam realizadas mais de 5.6 bilhões de buscas por dia e isso só mostra o impacto e o poder que o Google tem no mundo e nos negócios.

Por ser tão influente, o algoritmo está em constante mudança para entregar a principal missão do Google: resultados cada vez mais relevantes e úteis.

Hoje, nosso trabalho aqui nesse texto é entender o que é o algoritmo do Google exatamente, qual seu funcionamento e quais foram as últimas mudanças de grande impacto em 2022.

E já começando:

O que é e como funciona o Algoritmo do Google

Homem usando o notebook com a página de análise do Google aberta.

O algoritmo do Google é uma série de decisões lógicas, feitas pela inteligência da plataforma, que busca mostrar quais são os melhores resultados para uma determinada palavra chave.

E olha que interessante: quem trabalha com SEO (Search Engine Optimization, ou em português Otimização de Mecanismos de Busca) já entende que é muito difícil entender tudo o que o algoritmo leva em consideração. São vários fatores de rankeamento, incluindo palavras-chave, usabilidade e backlinks.

Acredita-se que existam mais de 200 aspectos de classificação, e que ninguém conheça todos eles. E tá tudo bem.

A realidade é que ninguém precisa entender tudo. O importante é entender o fundamental: o algoritmo do Google trabalha com foco em usabilidade, leitura e relevância. As atualizações podem chegar a ser 2.000 por ano. Nem se você quisesse daria pra ficar de olho em todas.

Mas em algumas compensa bastante ficar de olho. Saiba mais:

Onde acompanhar as mudanças no Algoritmo do Google?

Entender tudo não dá, mas é bom pelo menos ficar de olho nas discussões que giram em torno do assunto pra você não ser pego de surpresa.

Em 2022 mesmo teve uma alteração grande, que impactou no nosso próprio tráfego, e se eu não soubesse que ela existia, poderia achar que é um problema no meu site.

Ou pior: poderia ser meu cliente. E eu não teria nenhum argumento.

É possível estar por dentro dos principais updates através de sites especialistas em SEO e também por recursos de ajuda do próprio Google.

Veja essas duas listas:

Blogs especializados em SEO e SEM:

Canais do Youtube especializados em SEO:

Recursos do Google para entender melhor SEO:

  • Google Search News – especialistas do Google falam sobre as últimas notícias a respeito dos mecanismos de busca;

Atualizações do Algoritmo do Google no primeiro trimestre de 2022

Em março de 2022, algumas mudanças já começaram a ser notadas pelos usuários que trabalham e usam os mecanismos de busca do Google.

Isso aconteceu nessa época como preparativos para a mudança maior, que veio em maio na forma de um Core Update – o maior do ano até agora. Falamos mais sobre ele mais abaixo.

Foram observadas oscilações de tráfego que chegaram a até 40% nessa época. Durante todo o mês de março pequenas atualizações foram começando a ser implementadas, o que iria culminar no Core Update de maio.

Isso fez com que o tema virasse assunto principal nos fóruns internacionais de discussão sobre SEO. Veja alguns prints com a tradução logo abaixo:

Captura de tela de uma resposta em um fórum especializado em SEO

O usuário anterior mencionou ter percebido queda no tráfego a partir de fevereiro, com tráfego direto caindo 10% e orgânico caindo 20%.

O usuário christianz responde:

“Exatamente o que eu observei! As atualizações do dia 14 e do dia 24 foram, juntas, as piores que eu já experimentei em 15 anos.”

Captura de tela de uma resposta em um fórum especializado em SEO

O usuário Samsam1978 diz:

“Percebi uma queda de cerca de 20% em um site de 14 anos com ótimo design e artigos que as pessoas amam. Perdi mais ou menos 8 mil pessoas por dia. A pior queda em 14 anos”.

Outro usuário levantou um ponto muito interessante no final de março, sobre como esse update manteve o rankeamento de textos, mas apresentou um tráfego muito reduzido. Veja:

Captura de tela de uma resposta em um fórum especializado em SEO

“Tráfego está ficando cada vez menos relacionado com rankeamento. Meu tráfego americano de inglês caiu bastante por mais de uma semana, voltando ao normal lá pelo terceiro dia ou por aí. Enquanto isso, meu rankeamento caiu e agora voltou pra onde ele estava antes sem relação nenhuma com o tráfego mesmo”.

Então, o que realmente mudou nessa época? Muita gente está colocando a culpa no Update de Fevereiro de 2022 – o Page Experience for Desktop.

Ele foi o primeiro de grande impacto do ano, preparando o terreno para o Core Update de maio – o maior até agora.

Saiba mais:

Page Experience for Desktop

Mesmo que o Google tenha dito para ninguém “esperar mudanças drásticas” após esse update, o tráfego de vários sites caiu assim que ele começou a funcionar.

Pode ser coincidência, pode não ser. Com o Google sempre é difícil ter certeza.

O Page Experience foi um update que buscou melhorar os resultados de pesquisa com base na experiência que os leitores teriam com o conteúdo apresentado. Por isso, ele levou em conta os seguintes fatores:

Captura de tela mostrando a lista das mudanças do algoritmo do Google em março de 2022

Pode parecer muito técnico, mas na verdade são só três fatores fundamentais. Veja como entendê-los melhor:

  • Core Web Vitals: carregamento (LCP), interatividade (FID) e estabilidade visual (CLS). Isso sim é técnico. Você precisa de um auditor de SEO ou webmaster com conhecimento na área para medir a métrica do seu site;
  • HTTPS: protocolo de segurança que todo site precisa ter hoje. Se o seu ainda é http://meusite.com.br, está na hora de mudar;
  • Propagandas intrusivas: muitos pop-ups de outras fontes, que não do AdSense do Google? Você vai ser penalizado nos resultados do Google.

Análise e avaliação de produtos

A última atualização foi confirmada no dia 23 de março de 2022 através da conta Google Search Liaison no Twitter, onde dizia:

“Hoje estamos lançando as últimas atualizações de avaliações de produtos, projetadas para ajudar a garantir que as avaliações sejam feitas por pessoas que demonstram conhecimento especializado e pesquisas em primeira mão sobre produtos.” – Fonte.

Esse update faz parte da terceira versão da atualização de análises de produtos chamada de “Atualização de análises de produtos do Google março de 2022” lançada em abril de 2021 e atualizada em dezembro de 2021.

Para orientar os usuários sobre os novos critérios de avaliação de produtos na pesquisa, o Google, através do documento “Avaliações de produtos mais úteis na Pesquisa“, divulgou as seguintes recomendações:

  • Inclua detalhes úteis e aprofundados, como os benefícios ou desvantagens de um determinado item, detalhes sobre o desempenho de um produto ou como o produto se difere das versões anteriores.
  • Comentários que venha de pessoas que realmente usaram os produtos e mostre como é fisicamente e como é usado.
  • Inclua informações exclusivas além das fornecidas pelo fabricante, como recursos visuais, áudio ou links para outro conteúdo, detalhando melhor a experiência do avaliador.
  • Cubra produtos comparáveis ​​ou explique o que diferencia o seu produto de seus concorrentes.

Essa atualização tem o objetivo de melhorar a experiência do usuário em e-commerces, e ajudar as pessoas a encontrarem avaliações confiáveis de maior qualidade.

Isso evita o rankeamento de sites que usam e abusam de avaliações de produtos que não fornecem nenhuma informação de valor ou real para quem está procurando.

Além da melhoria nos resultados de pesquisas, o Google anunciou que esse update específico de avaliações será expandido para outros idiomas, além do inglês. Assim, mais pessoas ao redor do mundo encontrarão avaliações confiáveis, independente do que estejam pesquisando.

Essa atualização não trouxe grande impacto ao tráfego de sites e e-commerces. Mas a que veio dois dias depois dela foi a maior do ano.

Olha só:

May Core Update 2022 – O maior update do Google do primeiro semestre

Esse tópico vai ser longo. De todos os updates do algoritmo do Google em 2022, esse foi o maior até o momento, e o que causou mais impacto no tráfego orgânico de empresas.

É muito importante você saber o que aconteceu para entender se a queda no seu tráfego veio por conta desse update ou por outros motivos.

O Google, como sempre, diz que não deve haver um impacto muito grande no tráfego de ninguém. E se houver, a culpa não é dele.

Mas isso é o Google de sempre. O que a gente sabe é que Core Updates – ou atualizações principais – normalmente atualizam vários pontos que são levados em conta em SEO. E se o seu site não está performando bem em algum deles, você vai sentir impactos.

Você pode acompanhar diretamente do Google quais foram as mudanças, e quais os impactos que elas carregam clicando nesse link. Abaixo, vou trazer a nossa interpretação e a de grandes nomes do SEO global.

Começando do começo:

O que foi o Google Core Update de 2022?

As mudanças no algoritmo do Google em 2022 não foram tão bem explicadas assim. Na verdade, o Google mantém seus princípios básicos de análise e rankeamento, fazendo algumas poucas mudanças para chegar mais perto desses princípios.

Então, basicamente, o que mudou mudou pra melhor (segundo eles). O que o Google tem a dizer sobre ela é bem vago:

“As atualizações principais são mudanças feitas para melhorar a Pesquisa de modo geral e acompanhar o ritmo em constante mudança da Web. As atualizações principais não são específicas a nenhum site, mas podem gerar mudanças perceptíveis no desempenho das páginas”

Se você é webmaster, vale muito a pena se aprofundar melhor nas diretrizes que eles têm, e buscar otimizar o site com melhorias em:

  • UX;
  • Tempo de carregamento;
  • Otimizações gerais de SEO;
  • Organização e hierarquização das informações;
  • Bom conteúdo.

Google Core Update 2022 – quando começou e quando terminou

O Google Core Update de 2022 começou em maio e terminou em junho. Mais especificamente, ele foi anunciado em 25/05 e finalizado em 09/06.

O começo do Google Core Update, porém, pôde ser sentido lá atrás, ainda em fevereiro. Todas as conversas que mostrei ali em cima, falando sobre queda no tráfego e tudo mais, foram resultados indiretos da preparação para o lançamento do Core Update.

E agora que ele acabou é que vamos conseguir mensurar os impactos. Aqui na Cubo não notamos uma mudança muito grande. Mas vamos ver o que outras pessoas estão falando:

Oscilação nas páginas de resultados causadas pelo Google Core Update de 2022

O SemRush Sensor, recurso do SemRush que indica a volatilidade dos resultados de pesquisa nas SERPs (Páginas de Resultados do Motor de Busca), indicou uma volatilidade bem grande logo após o lançamento do update:

Gráfico do SEMRush mostrando a volatilidade de resultados do Google em maio de 2022

Veja na data de 25 de maio. Foi o maior pico de volatilidade no mês.

Volatilidade aqui significa troca de posições na página de resultados. Textos que estavam em featured snippets perderam a posição para outros. Textos que estavam nas primeira posição também perderam. Alguns subiram, outros desceram.

O SemRush também percebeu que essa volatilidade foi tão grande quanto o último update, de novembro de 2021. O segmento imobiliário foi o que mais sofreu em maio.

A volatilidade em junho também se manteve estável, indicando que mudanças em rankeamento ficaram praticamente isoladas nos primeiros dias do lançamento do Core Update:

Gráfico do SEMRush mostrando a volatilidade de resultados do Google em junho de 2022

Isso é ótimo para quem trabalha com SEO. Indica que o Core Update de 2022 foi simples, sem muitas mudanças ao longo dos dias de implementação.

Mas baixa volatilidade não significa que os impactos foram pequenos. Na verdade, indica que se você caiu, é provável que você tenha ficado em posições mais baixas e esteja nelas até agora.

Veja em números quem mais sofreu com os impactos do Google Core Update no Brasil:

Impactos do Google Core Update de 2022

Sites brasileiros foram diretamente impactados pelo Google Core Update em 2022. Segundo uma pesquisa da Conversion, os maiores sites do Brasil chegaram a perder tráfego na casa dos milhões.

Veja o top 10 dos que mais perderam:

Tabela do Conversion mostrando queda de tráfego após o Google Core Update 2022

Por incrível que parece, o mais afetado foi o YouTube, com 38 milhões de pessoas a menos acessando o site. Mas e-commerces também sofreram, como a Americanas (menos 28 milhões) e a Magalu (menos 17 milhões).

Do mesmo jeito que alguns sites perderam milhões em tráfego, outros ganharam milhões. Veja o top 10 dos ganhadores, ainda segundo a mesma pesquisa do Conversion:

Tabela do Conversion mostrando aumento de tráfego após o Google Core Update 2022

O Algoritmo do Google muda e é isso aí

Imagem ampliada de uma análise no computador.

Não tem muito o que você possa fazer além de aceitar e tentar mudar caso você perceba uma queda no tráfego.

É como eu disse ali em cima na parte da volatilidade pós lançamento do Core Update de 2022: ela foi por pouco tempo, então o tráfego que você perdeu, é improvável que ele vá voltar sozinho.

Nós podemos te ajudar se você não sabe como resolver essas questões mais técnicas. Faça um diagnóstico de marketing e entre em contato comigo. Estou aqui pra te dar essa força.

Mas baixe rápido: o Google não espera ninguém.

Boa sorte!

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

3 comentários em “Algoritmo do Google em 2022: o que mudou?”

    1. Difícil dizer, Michel. Acho que ele está mais preocupado mesmo com a permanência das pessoas no Google, ao invés de levar as pessoas do Google para os sites que respondem as perguntas. Isso tá muito claro com a quantidade de snippets que as SERPs apresentam hoje comparando com 5 anos atrás.

      Isso está relacionado ao Ads sim, mas não necessariamente com a gente, produtor de conteúdo, focar em Ads. O que o Google está lentamente se tornando é uma plataforma que responde as dúvidas sem que os usuários tenham que sair dele. E isso é complicado para os produtores de conteúdo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Leia também

cuboamarelo

Você provavelmente já ouviu falar em Inbound Marketing e também em Marketing de Conteúdo, mas você sabe a …

cuboamarelo

O algoritmo de busca do Google é uma das ferramentas tecnológicas mais influentes já criadas no mundo. Estima-se …

cuboamarelo

Hoje vamos falar para você as vantagens da utilização dessa técnica que não para de crescer no mercado

Inscreva-se no Blog

Quer receber nossos conteúdos por e-mail sempre que tiver novidades? Assina aí a nossa newsletter!