De mil a 1 milhão: como o blog do Martins Atacadista usa indexação orgânica para gerar tráfego
Home / Marketing Digital / Marketing de Conteúdo / De mil a 1 milhão: como o blog do Martins Atacadista usa indexação orgânica para gerar tráfego
Pessoa usando o Google Analytics em MacBook Air. Ao lado, canetas e uma caneca.

De mil a 1 milhão: como o blog do Martins Atacadista usa indexação orgânica para gerar tráfego

Nunca é só mais um blog. Todos os blogs que pegamos para trabalhar aqui na Cubo são oportunidades incríveis de exercitar nossos músculos editoriais e buscar novas estratégias de indexação orgânica.

É sempre uma novidade, um desafio novo, novas chances, novas táticas. Foi com essa mentalidade que começamos a trabalhar no blog Falamart, do Martins Atacadista.

O projeto significou muito pra gente. Do mesmo jeito que a Cubo Amarelo trouxe um milhão de acessos no blog no nosso tempo de contrato, o Falamart trouxe pra Cubo um aprendizado muito valioso. Estruturamos muitos processos de conteúdo com base nas práticas que aplicamos nele. Foi um grande laboratório para testar coisas novas, experimentar e formalizar um método de trabalho.

A história do blog Falamart se confunde com a história do departamento de conteúdo da Cubo Amarelo. Então hoje vamos contar um pouco das duas. Me diz uma coisa: você gosta de gráficos?

Quando começamos, o blog Falamart tinha 3,6 mil acessos/mês

Longe de ser um completo marasmo, o blog Falamart já estava razoavelmente desenvolvido quando começamos. Porém, a quantidade de visitas não era nem de longe o que o blog do maior atacadista distribuidor do Brasil merecia.

Gráfico do Google Analytics mostrando número de usuários em 38 mil para todo o ano de 2017.
Número de acessos por ano: 38 mil. Bom? Mais ou menos.

Como você pode ver, em 2017  o número máximo de acessos chegava a 38 mil. Hoje, em um mês nós conseguimos a marca de 19 mil acessos. Essa era uma das metas que atingimos: o tráfego anual virou mensal.

Gráfico do Google Analytics mostrando número de usuários em 19 mil nos últimos 28 dias.
O número de acessos nesse mês foi quase a mesma quantidade do que em 2017 inteiro

Nessa época (2017), a maioria dos textos estava muito focado em produtos e promoções, com poucas palavras chave apesar do volume razoável de visitas. Nossa segunda meta, então, era ampliar o banco de palavras chave do blog, com foco em uma estratégia de cauda longa.

Os resultados você acompanha ao longo do texto. Só um spoiler: deu tudo certo. Pro Falamart e pra gente também.

Um dos nossos desafios foi justamente preparar a equipe para uma mudança completa no nosso estilo de trabalho – prepará-la para o verdadeiro marketing de conteúdo.

A Cubo Amarelo ampliou seu marketing de conteúdo pra caber o Falamart

A Cubo Amarelo sempre teve ótimas escritoras e escritores. Desde sua inauguração. Natália Nunes, nossa founder e CEO, começou na publicidade como redatora. Mas na época que pegamos o Falamart, mas nosso foco estava muito em campanhas, branding, arte e redes sociais.

Começamos a trabalhar o blog em abril de 2017. A gente estava muito interessado em expandir nossos horizontes, em focar a agência na direção do marketing de conteúdo. Até poucos meses atrás, éramos reconhecidos como estúdio criativo, sendo que tínhamos redatores incríveis trabalhando com a gente. Por que não ampliar?

Eu mesmo tinha acabado de entrar na Cubo nessa época, e o Falamart foi a minha primeira grande conta. Como eu já tinha alguns anos de freelancer para blogs nas costas (saudade de você, Contentools!), conhecia o formato de cabo a rabo. O meu desafio e o de todo mundo que participou do projeto não era nem escrever: era criar estratégias de indexação muito fortes, com resultados garantidos e que se refletissem no faturamento do Martins.

Com isso criado, a gente poderia aplicar para qualquer cliente. E aplicamos – hoje a Cubo é referência em marketing de conteúdo.

O Falamart foi a chave que a gente precisava virar. A gente sabia que o Martins merecia e precisava de uma estratégia com foco em geração de visitantes e leads. E a gente também sabia o que fazer pra chegar lá, só precisava aplicar, ou como se diz aqui em Minas, mexer o bolo.

Foi como construir uma casa. Tínhamos o conhecimento, como o engenheiro e o pedreiro têm, o próximo passo era só colocar a mão na massa. E por dois anos, colocamos a mão, o pé, o corpo inteiro. E a casa ficou maravilhosa, metade nossa, metade Martins.

Como o Martins Atacadista usou o blog para gerar tráfego orgânico

Saindo um pouco do momento romântico (nós realmente amamos o blog Falamart), nossa maior preocupação estava em gerar visitantes. E na época nós sabíamos que a melhor maneira de fazer isso é tendo bom conteúdo e boa pesquisa de palavras chave.

Mas a gente não estava em uma missão simples, nosso foco era ser o maior blog do setor de atacado e varejo do Brasil. E na época, batia um leve desespero quando a gente via a equipe inicial: um escritor, uma estrategista e uma revisora.

Mas chegamos. A estratégia ficou a mesma, mas a equipe cresceu e o suporte do Martins também. Com isso, em dois anos, alcançamos a marca de 1 milhão de visitas no blog Falamart.

Gráfico no Analytics mostrando um milhão de visualizações de página no Blog Falamart.

Veja em 3 passos simples o que nós fizemos para alcançar esse patamar, e como aproveitamos esses passos para padronizar a forma de trabalhar blogs aqui na agência.

1 – Analisamos nossas oportunidades via SemRush e Google Keyword Planner

Antes de sequer escrever o primeiro briefing, fizemos um estudo bem completo para entender alguns pontos chave:

  • Como o blog estava de visitas por mês;
  • Quantas palavras chave o blog tinha indexando no Google;
  • Quais eram seus concorrentes em palavras chave;
  • Como era sua padronização editorial;
  • Revisão geral de SEO;

Muito disso pode ser feito via SemRush e o Keyword Planner, ferramenta do Google para identificar palavras chave. Mas muito também precisa ser feito com a interpretação desses dados.

Os dados dizem muito para quem sabe lê-los. Porém, a maior parte do trabalho de indexação orgânica é abstrata e vem principalmente da experiência.

Depois que fizemos tudo isso, documentamos na nossa pastinha lá no Drive e seguimos em diante. Esse trabalho serviu como uma imersão incrível, além de ser um documento padronizado e disponível para todos os redatores da agência.

Quem queria começar a escrever para o Falamart, já tinha um material super completo para consultar. E quem quisesse replicar a estratégia, também se beneficiava dele.

Percebemos que como fornecedores, nosso compromisso não estava em escrever sobre o atacado, mas sim sobre o varejo. E foi pensando nisso que demos nosso segundo passo:

2 – Análise de palavras chave e primeiro calendário editorial

Gerar tráfego orgânico não é a tarefa mais simples do mundo, e funciona bem melhor com um blog que já tem algum tempo de funcionamento e atualizações ocasionais.

O Falamart estava mais ou menos assim quando começamos. Ele tinha alguns textos, mas eles não performavam tão bem quanto poderiam. E pra gente, todo resultado que você poderia ter mas não tem é prejuízo.

Estipulamos que começaríamos uma estratégia com foco em palavras chave e conteúdo de qualidade, o caminho natural de todo blog que busca indexação orgânica, e para documentar e formalizar esse fluxo de trabalho, criamos o primeiro calendário editorial com foco em palavras chave de cauda longa da Cubo Amarelo.

Captura de tela de uma semana de abril do calendário editorial do Falamart de 2019

Seu padrão era simples, e é um que a gente segue até hoje. Título imaginado, palavra chave, dados da palavra chave e um mural de avisos ao lado falando sobre cada texto.

Esse calendário mudou tudo. Mudou como nós organizávamos conteúdo aqui na Cubo também.

Depois dele, gradualmente fomos mudando de um modelo unificado, em uma planilha só, para calendários individuais de cada cliente, comandados pela sua squad responsável.

Com um calendário focado em palavras chave, passamos a criar pautas voltadas para elas. Não era parar e pensar “ah, o que eu escrevo na primeira semana de abril pro Falamart?” – nosso trabalho era identificar no KW Planner palavras chave com bom volume de buscas e dificuldade baixa.

As pautas, os assuntos dos textos, surgiam para explorar as palavras chave, não o contrário. Essa foi a maior mudança que aplicamos na nossa maneira de pesquisar conteúdo, uma que a gente leva no coração até hoje.

3 – Redação modo turbo e paciência nível monge

O método para a indexação e o aumento de tráfego nesse nível de magnitude envolvia ainda um ingrediente secreto: a publicação acelerada.

Indexar um blog é um trabalho de longo prazo. Você tem basicamente duas escolhas: ou produz pouco (mas com frequência) e colhe resultados modestos no longo prazo, ou produz muito e colhe resultados maravilhosos. Também no longo prazo.

Olhando esse gráfico, dá pra ver que a estratégia de indexação orgânica para gerar tráfego leva tempo. Os resultados de tudo o que plantamos ao longo de 2017 foram colhidos em 2018. E em 2019, o acumulado dos dois anos foi o motor do crescimento. Veja:

Evolução de visitas do blog Falamart segundo o Analytics. Na imagem, conseguimos gerar tráfego na metade do período analisado.
É vulcão? Terremoto? É nada, é o conteúdo Cubo Amarelo 🙂

Esse é o gráfico mais comum que você vai encontrar em blogs de sucesso. Crescimento baixo, seguido de crescimento médio, seguido de um crescimento enorme.

Isso acontece porque o conteúdo que você posta no blog leva tempo até ficar bem rankeado organicamente no Google. Existem vários fatores que contribuem com isso, e enquanto a gente aprendia e aplicava, o blog foi crescendo. E uma vez que ele começa, ele não pára.

A estratégia Cauda Longa para gerar tráfego com indexação orgânica

Eu gosto tanto de falar do Falamart que simplesmente não sei a hora de parar. Muito por conta de ter escrito bastante pra ele, mas também pela gratidão de ter embarcado nessa jornada que mudou a história da Cubo Amarelo.

A Cauda Longa é familiar pra todo mundo que conhece inbound. Palavras chave long tail são basicamente aquelas mais longas, que não estão necessariamente relacionadas com o nome da sua marca, seus serviços ou seus produtos.

A ideia no Falamart foi buscar palavras chave relacionadas a dúvidas sobre gestão e vendas no varejo. Ali em cima, no print do calendário editorial, você pode ver algumas, como “cobrar um cliente”, por exemplo.

O resultado disso é onde a verdadeira Cauda Longa, como conceito, se expressa. A maior parte do tráfego do seu site vai vir da combinação de palavras chave com um número razoável de acessos.

Isso significa que não é um ou dois textos estrela que vão gerar tráfego. Mas sim a combinação de todos, mesmo os que têm poucos acessos. Veja o exemplo:

Tabela do Analytics mostrando as URLs que tiveram melhor desempenho entre 2018 e o início de 2021

Durante esse período analisado, o blog Falamart recebeu 496 mil visitantes únicos. Agora olhe de novo para essa tabela – cada uma representa um texto. Os top performers contribuem com 153.718 visualizações. Todo o resto vem de textos com muito menos visualizações.

Imagine se o blog fosse só os top performers? Como ele ficaria? Não teria metade dos acessos que teve no período.

Isso nos ensinou que colocar muitos textos em um blog não é pra fazer volume. No fim das contas, são eles, os que não aparecem tanto na lista dos mais lidos, que conseguem efetivamente gerar tráfego orgânico.

Gráfico que mostra a distribuição de canais usados para gerar tráfego no blog Falamart.
Esse é o último gráfico, prometo. É só pra te mostrar que 48% de todas as visitas do blog Falamart vêm organicamente.

Aprendemos juntos a gerar tráfego via indexação orgânica

Tudo isso foi muito no feeling. Nossa estratégia principal sempre foi o conteúdo de qualidade. Quando percebemos os resultados, sentimos um misto de alegria com orgulho e fé no que a gente poderia fazer daqui pra frente.

Outras estratégias mais abstratas que também utilizamos incluíram:

  • Repaginada no blog para acertar alguns pontos de SEO;
  • Todos os textos passados revisados pelo menos 2 vezes para SEO;
  • Pautas relevantes extraídas direto da equipe Martins;
  • Trabalho extenso de backlinks;
  • Criação das primeiras pillar pages do blog e organização de textos em clusters;

Dentre outras.

Nós temos uma dívida eterna com esse blog, que esperamos fazer justiça com uma declaração de amor, pra fechar o texto: Falamart, nós te amamos e sempre vamos te amar ❤️

Gostou desse case? Tem alguma dúvida? Te recomendo muito você dar uma lida nesse outro texto aqui, sobre os resultados que você pode esperar de uma estratégia de marketing de conteúdo, pra gente continuar essa conversa. Te vejo lá!

Sobre Thiago Sgobero

Vindo da mesma cidade em que nasceu Drummond, tem no sangue o amor pela linguagem, e no marketing de conteúdo é onde exerce sua paixão sem medo de ser feliz. Com certificação HubSpot de marketing inbound, muita história pra contar e a certeza absoluta de que quem tem boca vai mesmo à Roma, quer transformar o mundo com a força das palavras, principalmente se elas forem palavras-chave.

Confira também

produção de conteúdo

O segredo de uma produção de conteúdo mais eficiente

A produção de conteúdo é a função em que se baseia grande parte das estratégias …