Texto para site: o que escrever e como?
Home / Marketing Digital / Marketing de Conteúdo / Texto para site: o que escrever e como?
Protótipos de aplicativos rabiscados com canetas coloridas em papel branco.

Texto para site: o que escrever e como?

 

Todo mundo que já escreveu ou ainda vai escrever um texto para site eventualmente se esbarra nessa pergunta: o que eu escrevo? E melhor: como escrever?

Um site é como uma tela em branco. Às vezes a gente olha pra ele e fica até um pouco sobrecarregado com o fato de que você pode escrever o que você quiser. E não se engane: em textos para sites, existe sim uma resposta certa. Aliás, várias. Do mesmo jeito que existem respostas erradas – e são muitas.

Hoje vou te mostrar na prática o que escrever em um site, pensando na sua estrutura mesmo, e como fazer o melhor texto possível – aí já levando para o lado da escrita para persuasão e copywriting.

Começando com o básico:

1 – Comece escrevendo um briefing

Ou peça para o seu cliente te briefar. Nenhum texto para site vai ficar bom aos olhos do cliente se você não conseguir capturar exatamente a essência do seu negócio. E isso só é feito da forma correta através de um bom briefing.

Se você está trabalhando sozinho ou no departamento de marketing de uma empresa, conduza uma reuniãozinha de briefing e passe um questionário para o solicitante. Faça perguntas como:

  • Qual é a finalidade do site? É vender? É se posicionar?
  • Qual linguagem casa melhor com a empresa? Mais descolada? Mais séria?
  • Quais sites te inspiram?
  • Você sabe quais seções seu site deve ter ou eu mesmo posso sugerir?
  • Quais são pontos específicos que seu site precisa ter (ex: blog, cases etc.)?

Perguntas assim vão levar seu cliente ou quem solicitou o site a entender qual funcionalidade ele realmente quer. E assim o texto dá mais um passo em direção ao sucesso e à assertividade.

Depois de pegar esse briefing, você começa a “desenhar” o site com palavras. Crie um documento dizendo quantas seções o site vai ter, como é a home, inspirações de outros sites que você achou legal e por aí vai.

Pessoa segurando várias folhas em branco na altura do rosto.

Com esse documento em mãos, o designer vai conseguir criar o famoso wireframe:

2 – Construa um wireframe básico

Eu sei, designers UX: os dias do wireframe já ficaram no passado. Hoje em dia é tudo protótipo de alta fidelidade feito no Figma, Sketch ou Indesign. *Suspira*.

Com certeza esse método é o melhor. E se sua equipe tiver o conhecimento necessário, vale a pena, sim, já construir um protótipo. Mas se não, um bom wireframe resolve bem suas necessidades para escrever um texto para site.

O que é um wireframe? Uma imagem diz mais que 1000 palavras:

Captura de tela de pedaço de wireframe desenvolvido para o site da RSMART.

Esse é o pedaço de um Wireframe que usamos na construção do primeiro site da RSMART, antigo cliente nosso. Basicamente, ele é a interpretação do briefing que você escreveu no passo anterior. Lembra que eu falei pra fazer um documento com a disposição de cada seção? Então: é justamente pra isso.

Nesse processo, você “desenha” o site com palavras e o designer vai montar o wireframe de acordo com as seções que você delimitou. É como ver o esqueleto do site representado não mais em instruções textuais, mas sim em uma imagem.

Tudo feito? Então agora vamos para a parte criativa: escrever o texto para o site:

3 – Comece a escrever seguindo o wireframe

Ok, essa é a última parte que vamos falar sobre a estrutura: o que escrever?

Um bom wireframe já deixa isso tudo evidente. Cada bloco que você vê ali já carrega em si uma unidade de sentido. O topo é um banner, abaixo dele é um “sobre a empresa”, abaixo uma CTA e por aí vai.

Então, o ideal é que olhando para o wireframe você já saiba o que você precisa escrever em cada seção.

Site de arquitetura aberto em computador sobre uma mesa de madeira.

Ainda nessa fase, é importante que o designer inclua um texto de exemplo, o famoso Lorem Ipsum. Com ele fica mais fácil perceber se você está escrevendo demais para aquela seção.

Isso é muito importante e para resolver é simples:

Outros apps e extensões também permitem a contagem de palavras de um Lorem Ipsum. Fazendo isso, fica fácil saber o quanto mais ou menos você vai precisar escrever.

Isso feito, cobrimos tudo o que você precisa saber sobre o que escrever no texto para o site. Vamos saber mais sobre o como?

4 – Aplique as melhores técnicas de copywriting

Agora é que vai ficar bacana. Copywriting é basicamente escrita para persuasão. Sites que estão focados em vendas precisam, logo de cara, dizer para o que vieram.

Um exemplo que gosto muito é o da Zendesk. Veja:

Primeiro banner do site da Zendesk, com o texto “Campeões de atendimento ao cliente” em destaque.

Esse é o primeiro banner do site. A copy persuasiva normalmente segue bem esse formato: um texto grande (a headline) falando suas qualidades ou o que você vai resolver na vida do cliente, onde ele vai chegar com você; e outro, menor, expandindo melhor a ideia inicial.

Um outro exemplo? Veja como a RD Station faz:

Primeiro banner do site da RD Station, com o texto “Gere mais clientes para seu negócio” em destaque.

Simples. “Nosso benefício é esse. Somos garantidos por isso. Faça o teste”. O copywriting deu largos passos desde o tempo das propagandas antigas, que precisavam captar a atenção dos leitores em páginas de revistas. Hoje, se alguém chegou no seu site, é porque se interessou o suficiente pelos seus serviços. Você precisa pensar nisso no seu texto.

Ao longo do site, você vai trazendo cada vez mais argumentos que comprovam a qualidade do seu serviço ou produto e o que eles vão trazer de valor para a vida do cliente. Isso normalmente é expresso através de depoimentos, cases, métricas e o que mais de informação você conseguir trazer.

Captura de tela do site da RD Station.

O copywriting moderno é persuasivo porque é real. É interessante e convence porque fornece informações muito relevantes para quem está lendo.

O verdadeiro trabalho de escrever texto para sites está em entender com quem você está falando. É se colocar no lugar dele e oferecer o que seu leitor realmente precisa, de uma forma clara e indiscutível.

Captura de tela do site da RD Station.

A clareza nas informações é a verdadeira persuasão. E acredite: esse é um grande desafio, que requer conhecimento do produto e, como mencionei, um estudo aprofundado do cliente.

 

5 – Revise o texto para o site e apresente ao cliente

O texto raramente está pronto. Aliás, eu nunca escrevi um texto que estivesse pronto. Ele só estava bom o suficiente para ser apresentado ao meu cliente, que me dá mais ideias para alguns ajustes.

Mas deixando claro: o redator é a autoridade aqui. Quando você escreve um texto, precisa ter uma justificativa por trás de cada linha. Qual é o objetivo que você quis trazer aqui? Por que escolheu essas palavras, esse tom de voz?

Monte uma apresentação ou um mini roteiro com pontos que expliquem bem o briefing e deixem claros quais eram os seus objetivos. Detalhe tudo isso e espere o feedback.

Dessa forma, você guia a discussão para o seu caminho natural: a discussão da ideia, não das palavras. As palavras são representações do que você imaginou, dos sentimentos que você quis transmitir.

Explique esses sentimentos para que o seu cliente entenda o que realmente significa escrever um texto para o site. Assim, as críticas serão muito mais construtivas e embasadas.

Foto em preto e branco de um computador com um texto na tela.

Simples, né? Escrever texto para sites não é nem de longe uma tarefa complicada. E se você quer virar um verdadeiro ninja na redação, te recomendo a trilogia de conteúdo aqui no blog da Cubo Amarelo.

Eu já escrevi centenas, senão milhares, de textos publicitários e outras dezenas de sites. Então reuni toda a minha experiência nessa série, que fala como ter sucesso na redação de qualquer agência ou marketing interno de uma empresa. Te espero lá, ok?

Sobre Thiago Sgobero

Vindo da mesma cidade em que nasceu Drummond, tem no sangue o amor pela linguagem, e no marketing de conteúdo é onde exerce sua paixão sem medo de ser feliz. Com muita história pra contar e a certeza absoluta de que quem tem boca vai mesmo à Roma, quer transformar o mundo com a força das palavras - principalmente se elas forem palavras-chave.

Confira também

[Método Cubo] Como fazer revisão de texto?

Sim, eu sei que você digitou como fazer revisão de texto no Google esperando um …