Como colocar seu site nos featured snippets do Google

Pelé disse numa entrevista que “se você fica em primeiro lugar você é um herói, se fica em segundo não é nada”. Coitado dele. Se acha o mundo do futebol agressivo, o que dizer dos featured snippets do Google, onde o objetivo é estar na frente até do primeiro resultado?

Ué, e existe lugar antes da primeira posição nas pesquisas? Existe, claro! A gente costuma chamar posição zero. Ali você vai ser muito mais que um mero primeiro colocado na página de resultados.

Se conseguir um featured snippets do Google seu texto vai aparecer em uma caixinha separada, com a parte do texto relacionada à dor do cliente, imagem, tabela… é a champions league do SEO!

E aí, quer estar no topo do topo? Aqui na Cubo a gente é especialista nisso – inclusive temos vários cases pra te mostrar. Mas hoje eu quero que você consiga também.

Então cola comigo que vou te dar as diretrizes.

Entendendo os featured snippets do Google

captura de tela de uma pesquisa no google por “quantos stories por dia”. Como resultado há um texto da Cubo Amarelo em featured snippet.

Isso aí que você está vendo é um featured snippet, também conhecido pelo seu nome mais charmoso – posição zero.

Um featured snippet é extremamente importante para um blog ou um site que está buscando mais tráfego. Por ele estar em posição de destaque, muita gente vai ler. Mas já imagino a pergunta: se a resposta da pergunta está aí no Google, as pessoas vão ler meu texto?

Sim, elas vão. E falo isso com base nos dados. Esse texto aí do exemplo, quantos stories por dia postar, teve essa quantidade de visualizações mês passado (fevereiro de 2020):

captura de tela de uma pesquisa no google por “quantos stories por dia”. Como resultado há um texto da Cubo Amarelo em featured snippet.

É uma questão de exposição, a regra mais básica da publicidade: quanto mais você aparece, mais resultados tem. E é sempre bom contar com o próprio Google para dar uma forcinha extra pro nosso texto ou site.

Mas fica comigo ao longo do texto. No final dele, vamos retomar esse assunto pra conversar um pouco melhor. Agora, vamos pro que você veio: como colocar o site nos featured snippets?

Como colocar o site nos featured snippets do Google?

Existem duas disciplinas diferentes que agem nos featured snippets. Tem o lado da própria redação, que é importante demais, e o do código do site – o SEO técnico.

Para uma otimização com mais chances de te trazer mais e mais featured snippets, você precisa aplicar os dois – a redação precisa ser impecável, e o código precisa estar otimizado para informar ao Google que seu conteúdo é digno do snippet (snippetável?).

Normalmente, você precisa de um alvo. Quem é o featured snippet atual que você quer desbancar para colocar o seu? O trabalho começa aí. O que tem no texto que está nessa posição hoje? Quantas palavras? Que recursos ele tem? Vídeos? Prints? Opiniões de especialistas? Entrevista?

Tudo o que ele tiver, o seu tem que ter mais. Mirar assim é muito mais efetivo do que simplesmente escrever e torcer.

Mas existem algumas técnicas de redação que aumentam suas chances. Veja o que a gente faz aqui na Cubo:

Técnicas de redação para featured snippets do Google

Sem um texto com uma redação competitiva, não tem como nem sonhar em entrar nos featured snippets do Google.

Um texto para featured snippets passa por um processo bem minucioso de construção, normalmente constituído por:

  • Pesquisa de palavras chave competitiva;
  • Briefagem extensa;
  • Redação direcionada com todas as técnicas de SEO;
  • Fazer melhor que o primeiro resultado ou o featured snippet atual.

Vamos conversar melhor sobre cada um desses pontos logo abaixo. Veja:

Tenha uma pesquisa de palavras-chave muito precisa

O conceito de keywords no SEO é bem simples: você define um tema pensando no número de pessoas que possivelmente procurariam por isso. Decidiu? Vá até algum dos melhores buscadores de palavras-chave e encontre o melhor termo com base no número de buscas.

Tá, mas qual é o melhor pra conseguir um featured snippets do Google? Aqui entra a questão: diferente do que muitos iniciantes pensam, nem sempre a palavra chave com mais resultados é a mais interessante.

Quer um exemplo?

 captura de tela de uma pesquisa de termos no Planejador de Palavras chave do Google. Os termos analisados são “briefing” e “tipos de briefing”.

Essa é a pesquisa no Keyword Planner para o texto sobre tipos de briefing que escrevemos aqui para a Cubo. Qual palavra chave você escolheria? [briefing] ou [tipo de briefing]?

Dá pra ver claramente que não compensa escolher [briefing]. É um termo com muitas pesquisas, então provavelmente a página de resultados vai estar dominada por empresas enormes que investem muito em marketing. Dá pra vencê-las? Dá – mas demora e o investimento pode ser bem alto.

E tem outro porém: palavras chave de cauda curta são muito ambíguas. Nesse caso, [briefing] não leva em conta a intencionalidade da busca. [tipos de briefing] já é mais específica. [briefing para donwload] é ainda mais.

Captura de tela de uma pesquisa no Google para “o que é briefing”.
Os quatro primeiros resultados são Rock Content, Mind Miners, RD e Neil Patel. Impossível competir? Não. Muito difícil e caro? Sim.

Repare que aí a gente nem está falando de snippets ainda. Estamos só avaliando a palavra chave. E para [briefing], nem tem featured snippet – tem é o snippet do tradutor do Google.

Captura de tela de uma pesquisa no Google para “briefing”.

Então, o que a gente fez foi escolher [tipos de briefing] para a palavra chave, e deixar o texto amplo o suficiente pra gente aparecer para várias outras palavras chave. Não tinha featured snippet pra essa palavra chave antes. Agora tem:

Captura de tela de uma pesquisa no Google para “tipos de briefing”. O texto em featured snippets é um produzido pela Cubo Amarelo.

Um dos segredos para conseguir um snippet é que o título seja uma pergunta – check -. Mas o texto precisa ter uma resposta prática para caber nos caracteres do Google. Nesse caso, não dava para escrever um parágrafo, porque são vários. Então optamos pelo formato de lista.

Mas na realidade da sua empresa, como isso vai funcionar? Porque pode ser que quem vai escrever o texto não é necessariamente você. Como garantir a qualidade do texto e todos esses pontos competitivos?

Com um bom briefing. Saiba mais:

Um featured snippets do Google começa com um briefing arrasador

Foto de perspectiva superior com homem digitando em notebook que está em uma mesa de madeira.

Tenha em mente que seja qual for o assunto que você vai escrever, várias pessoas já o fizeram antes. Esses concorrentes estão ali há meses, talvez anos com o texto ali, colecionando acessos, adquirindo relevância e subindo no ranking.

Já entendeu onde quero chegar, né? Você vai ter que trabalhar bastante pra conseguir o seu featured snippets do Google. Os algoritmos precisam entender que o seu resultado é melhor que todos os outros e pra isso não tem segredo – é só ser o melhor mesmo.

Esse trabalho precisa começar no briefing. Aqui a gente trabalha com o método 10x fazer um texto dez vezes maior que o primeiro colocado no Google em todos os aspectos.

Bom, 10 é força de expressão, mas a teoria é que se o snippet atual tem 500 palavras, o seu precisa ter 5.000 (fora de mão, né?), se ele é só um texto, o seu tem um vídeo, se ele tem um vídeo, você leva um especialista pra dialogar o assunto… É a guerra fria dos featured snippets do Google!

Pra começar, minha sugestão é: comece seu briefing lendo todos os textos (ao menos) da primeira página de pesquisas da keyword selecionada. Cada um deles fala um tópico do assunto e deixa outro de fora… anote para que o seu seja o mais completo, aquele que tem todos os assuntos do tema.

💡 Tá precisando de uma força no briefing? Acesse nosso texto aí dos prints. Oferecemos vários modelos grátis de briefings para download.

Hierarquia do texto para os featured snippets do Google

Depois de todas as preliminares chegou a hora de colocar a mão no teclado e criar a sua posição zero no Google.

Claro, não tem como eu te ensinar como ser redator, mas se você já tem alguma prática na escrita, vambora que vou dar um talento nesse conteúdo para captar leads:

Heading Tags

Captura de tela de um fragmento de texto do blog da Cubo Amarelo. Nele podemos identificar um H2 e um H3.

É a estruturação do texto que serve para tornar mais fluida a leitura do usuário. A hierarquia é bem simples: H1 é o título, H2 subtítulos (problema a ser resolvido), H3 (etapas para resolvê-lo) , H4(etapas das etapas)… quantos forem necessários.

Mas não é só isso. Essas heading tags também vão dar uma força na sua indexação pra se tornar um featured snippet do Google: os algoritmos lêem esses títulos secundários para organizar os resultados aos usuários – e você pode se beneficiar com isso.

Primeira regra: utilize a keyword ao menos em um H2 e um H3 para associar o seu termo ao texto.

Segunda regra: utilize os H2 e H3 para fazer listas e passo-a-passo. Assim, quando o seu texto aparecer nos featured snippet do Google, a resposta que vai aparecer serão esses títulos.

Quer um exemplo?

Eu tenho! Olha esse texto de vinícolas brasileiras que escrevemos para a Trade Turismo. A Letícia organizou cada uma delas em um H2 diferente:

Captura de tela de um fragmento de texto do blog da Trade Turismo. Nele podemos identificar dois H2 que são nomes de vinícolas brasileiras.

Quando se tornou featured snippet do Google, a própria plataforma tratou de organizar as heading tags em forma de lista. Bacana né?

Captura de tela de uma pesquisa no Google por “melhores vinícolas brasileiras”. O snippet é um texto da Trade Turismo em  formato de lista.

Organização e linkagem

Beleza, agora que você já sabe como organizar o seu texto, vamos para o conteúdo que vai estar dentro de cada Heading:

  • Links: São essas palavras ou termos que ficam em cor diferente e, quando clicadas, direcionam pra outras páginas. O ideal para se tornar um featured snippet do Google é:
    • 2 Links externos: Para o Google relacionar o seu texto com outras páginas da internet relevantes – isso funciona como uma pirâmide, onde parte da credibilidade desses textos vão para o seu;
    • 2 links internos: Tem a mesma função, mas aqui vai criar uma “teia” entre os seus textos, aumentando a relevância de todos eles juntos – um texto que fizer sucesso pode levar vários com ele;
  • Organização dos parágrafos (legibilidade): O tempo de leitura também influencia na decisão do Google de colocar o seu texto na posição zero ou não, por isso é preciso pensar também em parágrafos com uma leitura gostosa. Sobre isso, o que quero dizer:
    • Parágrafos de até 5 linhas: só de olhar um bloco muito grande de texto já cansa vários usuários que querem a resposta mais fácil, então eles saem da página;
    • Frases curtas: Pegar um texto para ler sem pontuação a vírgula é cansativo, né? Tente ler em voz alta o que você escreve, se faltar ar é porque está faltando alguma pontuação – em média, cada frase precisa ter no máximo dois parágrafos.

Imagens do texto

Sabia que as fotos que a gente coloca em nossos textos também fazem parte da estratégia de SEO? Isso mesmo! Mas só se você fizer do jeito certo, caso contrário não surtirá efeito nenhum na sua missão de colocar um texto nos featured snippets do Google.

Os pontos de atenção com relação às imagens são:

Imagem em si: Aqui na Cubo a gente trabalha com ao menos uma imagem a cada H2 e o ideal é que ela seja autoral (prints, fotos que tiramos…). Em último caso pegamos de banco de imagens, mas nesse caso, com já tem um monte de gente usando é mais difícil de destacar no Google Imagens;

Title: Cada arquivo tem um nome, né? Algo do tipo IMG_3487.jpg. Pois bem, renomeando esse arquivo para algo relacionado ao seu texto (colocar a palavra-chave), pode fazer essa imagem ir para o Google Imagens, tendo uma porta de entrada a mais para leitores;

Alt Text: O Google não tem olhos, né. Mas tem códigos, então ele precisa entender do que se trata essa imagem – por isso escrevemos uma descriçãozinha. Além disso, o Alt Text também permite que aplicativos para pessoas com deficiência possa fazer a leitura;

Informações do texto

Captura de tela de uma pesquisa no Google para “quem inventou alcool em gel”. O texto em featured snippets é um produzido pela Asseptgel.
Texto escrito pela Cubo para a Asseptgel.

Finalizou o seu texto? E agora, é só publicar? Calma, falta pouco! Agora já estamos nos ajustes finos para que, na hora de postar, já tenha todos os campos a serem preenchidos em mãos.

Os últimos cuidados para se ter um featured snippet do Google são:

  • Título: é o título mesmo do texto, o “Como colocar seu site nos featured snippets do Google” neste caso. O ideal é que ele tenha entre 15 e 40 caracteres (se precisar de mais, que seja no máximo 60, que é a quantidade que aparece nas pesquisas) e também que contenha a palavra-chave;
  • Meta D: Essa regra funciona mais para o caso de quem está procurando a primeira posição porque é aquele textinho que vai ficar abaixo do título, explicando o que há dentro dele. Para isso vai ter que ter a palavra-chave e uma chamada para ação – tudo em até 160 caracteres;
  • Slug: A última dica para alcançar o seu featured snippet do Google é o slug. Esse codigozinho que fica depois do endereço da barra do site precisa conter a palavra chave para o Google identificar aquele endereço como o dono da questão;

Pronto! Agora você já tem o que precisa para o seu texto aparecer nos featured snippets do Google. Bom, é o jeito que a gente faz e tem dado certo por aqui.

A Cubo Amarelo te ajuda a aumentar seu tráfego orgânico e aparecer nos featured snippets

“Mas do jeitinho que a gente faz? Se a Cubo vende blogs para empresas, porque está entregando de bandeja o método deles?” É o que você deve estar pensando agora, né? E eu já te adianto a resposta: a gente confia em nosso taco, e nossos clientes também.

Quando fazemos essas loucuras de disponibilizar arquivos internos na internet pra todo mundo é muito mais uma questão de fazer algo por quem está começando agora, que não tem ainda muito recurso nem financeiro e nem de conhecimento pra poder se destacar.

Então, o que a gente quer mesmo é que todo mundo tenha as ferramentas pra alavancar um negócio na internet. Vamos criando uma relação e depois, quando tiver mais estruturado sabemos que essa pessoa vai procurar a gente para dar o próximo passo.

E você, se identificou com esse perfil de leitor? Ainda está tateando as vendas online? Ah, ainda nem tem um site pra sua empresa? Então vamos resolver isso!

A gente tem um e-book inteirinho sobre “como tirar seu site do papel”. É um passo a passo inteirinho do “por onde começar” até o “tô mandando bem nas vendas”. Recomendo que leia agora e quando for montar o seu site já acrescente uma página de blog para conseguir vários featured snippets do Google. 😉

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Leia também

cuboamarelo

Você provavelmente já ouviu falar em Inbound Marketing e também em Marketing de Conteúdo, mas você sabe a …

cuboamarelo

O algoritmo de busca do Google é uma das ferramentas tecnológicas mais influentes já criadas no mundo. Estima-se …

cuboamarelo

Hoje vamos falar para você as vantagens da utilização dessa técnica que não para de crescer no mercado

Inscreva-se no Blog

Quer receber nossos conteúdos por e-mail sempre que tiver novidades? Assina aí a nossa newsletter!