Meu instagram precisa mesmo ter reels engraçados?

Eles estão dominando o Instagram! Mas será que o seu negócio realmente fazer reels engraçados?
Foto de uma pessoa segurando smartphone. Na tela há uma mulher jogando confetes em si mesma.

“Quer aparecer? Coloca uma melancia na cabeça”. Bom ditado, e também uma ótima opção de ideias para reels engraçados. Mas será que precisa? E se precisar.. precisa pra quem?

Não tem jeito: o marketing é sobre seguir a maré. Sempre foi, na verdade. Nem tem muitos anos assim, a única arma disponível eram as mídias off-line – o que não era tão acessível para todo mundo.

Mas aí veio o marketing digital, mais especificamente o das mídias sociais e boom. Todo mundo só precisa de uma conta para se comunicar com seu público pelo feed, stories e, claro, os reels engraçados que vem bombando ultimamente.

Isso foi ótimo pensando em uma democratização da mídia para qualquer tamanho de empresa. Mas, por outro lado, está cada vez mais complicado chegar no cliente justamente porque tem um monte de empresas no Instagram.

Então a gente tem que se virar para chamar a atenção do público. Os reels tem sido a nova aposta de muitas empresas. A ferramenta caiu no gosto do público e também recebe uma forcinha da própria plataforma – os algoritmos têm aumentado a entrega desse tipo de postagem no feed e na aba explorar.

O ponto que eu quero tratar nesse texto é: até onde você precisa chegar para entregar o que o sistema quer? Mesmo se aumentar o alcance com ótimas ideias de reels engraçados, isso vai te trazer algum resultado?

Vem que hoje tem discussão:

Nem todo mundo precisa de reels engraçados!q

Foto de uma pessoa segurando smartphone. Na tela há duas pessoas fazendo danças descoordenadas.

Dá até um alívio descobrir que (talvez) você não precise aprender alguma dancinha agora mesmo, né.

Vou te dar um exemplo bem aleatório pra exemplificar: você provavelmente já viu algum meme da @inesbrasiltv (alô alô vocês sabem quem sou eu? Alô alô graças a Deus!) na internet. Pois bem, por mais que seja um sucesso na internet ela já falou sobre não conseguir parcerias. Ou seja, ela é meme, mas ser meme dá resultado?

A questão dos reels é exatamente a mesma. Você pode ter várias ideias de reels engraçados e eles até fazerem algum burburinho. Mas para o que sua empresa oferece, será que vai te ajudar a captar e converter novos leads em clientes?

Muitas vezes eles podem até atrapalhar o branding da sua marca. Se seu público não gosta de reels engraçados, pra que você vai fazer?

Via de regra, esses reels engraçados funcionam melhor para quem naturalmente já tem um produto mais despojado (dá uma olhada no perfil da loja de camisetas @stayuglystore pra entender o que eu estou falando) ou então para varejistas (a série #entregoverdades do @mercadolivre) já que a comédia é meio que uma linguagem universal.

Nesse segundo caso, eles atendem muita gente de perfis diferentes e que estão competindo com outras marcas igualmente sonoras na propaganda. Por isso compensa pra chamar a atenção.

Mas vale lembrar que, além das ideias de reels engraçados, a sua presença nas redes sociais deverá ter também outras abordagens. Isso justamente pelo que eu disse aqui – o público é muito diverso, então você precisa ter pautas que agradam a todo mundo.

Agora, na maioria dos outros casos, esses reels engraçados não vão ter muito onde caber na estratégia. Empresas de serviços (salvo exceções, como o @socialmlabs, que utilizamos para agendar posts nas redes sociais) ou no marketing para atacadistas, por exemplo, é bem provável que o seu público nem esteja interessado nisso.

Mas como saber se é o seu caso? O próprio Instagram te conta! Se você tiver uma conta comercial, é só ir em “insights” para saber a idade, gênero e onde moram os seus seguidores.

Se encontrar uma faixa de 45 a 55 anos, e seu público-alvo é, por exemplo, empresários bem sucedidos, dificilmente eles vão assistir a esses reels engraçados pra ficar ouvindo gente dançando ao som de Oh no no no no no. Entende?

Algumas ideias que vão além dos reels engraçados

Foto de uma pessoa segurando smartphone. Na tela há uma mulher jogando confetes em si mesma.

E aí, fez o teste? Se você viu que realmente os reels engraçados não são o perfil do seu cliente ou então daqueles que você quer atingir, calma que não é por isso que você precisa desistir de colocar esses vídeos curtinhos na sua estratégia.

“Ah, mas todo mundo está fazendo, não tem como fugir disso”. Aí que você se engana. Olha só alguns trabalhos bem bacanas que eu vou te mostrar:

  • @chicorei: Falei mais cedo sobre as camisetas descontraídas da Stay Ugly, mas a Chico Rei utilizou a ferramenta de um jeito que combina bem mais com a persona deles: mostrando collabs com artistas, dando dicas de filmes e músicas (estão nas estampas deles) e até alguns conteúdos mais emocionais sem perder a informalidade;
  • @herschelsupply: Conteúdos mais próximos dos usuários, na rua mesmo e em situação cotidiana também estão roubando o lugar dos reels engraçados. Este exemplo é o das mochilas Herschel que produz vídeos de clientes seus pelas ruas de toda parte do mundo;
  • @leroymerlinbrasil: Nessa onda do do it yourself todo mundo está encontrando maneiras de ter um cantinho charmoso, personalizado e sem gastar muito. O que eles fizeram foi chamar especialistas no assunto para dar essas dicas – utilizando os produtos do portfólio deles, claro;
  • @hotmart: Já mostramos como a Mlabs utiliza os reels engraçados para engajar no Instagram. Mas se você está no ramo dos serviços e não se identificou muito com essa tática, dê uma olhada no que a Hotmart faz, utilizando a ferramenta como estratégia de marketing de conteúdo para educar a sua audiência;

E aí, depois desses exemplos super bacanas, vai dar uma chance aos reels?

Luz, câmera, rells!

Foto de estudio de gravação montado na biblioteca de uma sala. No centro há uma mulher sentada em uma poltrona.

Espero que o que você tenha tirado desse post é que não, você não precisa mesmo ter reels engraçados. Mas também pode achar que eles fazem sentido dentro do seu planejamento de conteúdo para redes sociais.

O importante é entender que reels aumentam o alcance orgânico das suas publicações, com comédia ou sem.

Eu digo isso porque:

  • O algoritmo vai te ajudar: No texto que responde sobre quantos stories postar por dia pra conseguir um bom engajamento eu expliquei como funcionam os algoritmos do Instagram. Pois bem. Por ser a última novidade da plataforma – e a competição com o TikTok – eles estão fazendo de tudo para o reels bombar, principalmente quando compartilhados no feed, indo facilmente para a aba “explorar” de quem tem o perfil da sua empresa;
  • É um “meio termo”: Os reels do Instagram tem toda a dinâmica dos stories – na verdade, até maior, por permitir edições mais avançadas – e ainda a durabilidade do feed, tendo o seu conteúdo armazenado na página permanentemente (tanto na aba reels quanto no próprio feed, se assim escolher);
  • Vai se manter relevante: a gente sabe como é difícil se manter dentro das trends hoje em dia. Mas com a ferramenta é muito fácil replicar os vídeos que estão em alta. É só clicar nas infos que ficam no cantinho que tem como replicar o mesmo filtro ou áudio na sua postagem;

Agora, o que não pode é achar que só porque os reels são um tipo de conteúdo mais informal que você pode fazer de “qualquer jeito”. Estude, pesquise pelas hashtags associadas ao seu negócio e veja quais modelos de reels estão por lá e tente fazer um trabalho mais profissional.

Isso é o que vai diferenciar o que você fizer dos reels engraçados que não entregam nada demais.

Para isso eu vou te dar um conselho: pegue as dicas do nosso Head de Conteúdo, o Thithi, de como fazer um storyboard para um vídeo. Lá você vai descobrir como fazer um conteúdo autoral que dá certo – nem só nos reels, mas em qualquer vídeo que o seu negócio precisar produzir.

Essa dica vale ouro! Tem assuntos que só as produtoras de vídeo sabem e ele te contou.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Leia também

cuboamarelo

Você provavelmente já ouviu falar em Inbound Marketing e também em Marketing de Conteúdo, mas você sabe a …

cuboamarelo

O algoritmo de busca do Google é uma das ferramentas tecnológicas mais influentes já criadas no mundo. Estima-se …

cuboamarelo

Hoje vamos falar para você as vantagens da utilização dessa técnica que não para de crescer no mercado

Inscreva-se no Blog

Quer receber nossos conteúdos por e-mail sempre que tiver novidades? Assina aí a nossa newsletter!